Sete mulheres – Sete lições

  • 0

Sete mulheres – Sete lições

Categoria : Publicações ENL

Confira resumo da ministração da Pra Iara Diniz sobre o tema Sete mulheres – Sete lições.

Sete mulheres: sete lições

As mulheres, hoje em dia, têm passado por algumas síndromes.

A primeira é a Síndrome de Eva. Vamos a Gênesis 3: 3. Na Síndrome de Eva as mulheres têm a mania do exagero. Muitas vezes, a esposa, através do exagero, cria em cima do que é real para manipular o marido. Outra característica da Síndrome de Eva, além do exagero, é a cobiça. Ela se concentra naquilo que não tem e não valoriza o que tem. Eva tinha acesso a todos os frutos do jardim, porém, pela cobiça ela queria o fruto proibido, como vemos em Gênesis 3:6. 1 João 2:16 fala das concupiscências as quais Eva deixou entrar em seu coração.

2ª Síndrome é a Síndrome da mulher de Ló, em Gênesis 19: 23-26. Uma das características da Síndrome da mulher de Ló é a desobediência a Deus. Esta síndrome está presente nas mulheres que não amam as coisas de Deus. Seu coração está preso no que ela tinha no passado. Essa síndrome leva as mulheres a ficarem apegadas às coisas do mundo. Leva as mulheres a ficarem insensíveis, mortas, para as coisas de Deus! Você mulher declare agora: FORA Síndromes de Eva e da mulher de Ló!

A 3ª Síndrome abordada é a Síndrome da mulher de Jó. Leiam Jó 2: 9,10. A síndrome da mulher de Jó é marcada pela insensatez e pela falta de companheirismo! Muitas mulheres dizem que não suportam estar perto de seus maridos. As mulheres querem ser tratadas como princesas, mas devem ter também a disposição para servir seus maridos. A síndrome da mulher de Jó serve também para aquelas que falam além do que devem. A mulher de Jó saiu da sua condição. Esqueceu-se dos votos que fez diante de Deus, como “na saúde e na doença”. E no momento difícil de Jó, o abandonou e sugeriu que ele agisse contrário a Deus.

A quarta Síndrome é a de Mical. Lemos esta história em 2 Samuel 6.14-23. Esta é a síndrome da desonra, desrespeito e desprezo da esposa para com o marido. Mical desprezou algo que seu marido fazia como adoração a Deus. Mulher, honre seu marido como ele deve ser honrado.

Há três legados deixados por mulheres que devemos dar atenção. O 1º é o Legado de Sara. Leiam 1Pedro 3:1-6. Sara nos deixa um legado de obediência e honra ao seu marido. Sara era uma mulher de espirito manso e tranquilo. Só esta mulher se dedica a uma caminhada ao lado de seu marido.

O Legado de Abigail visto em 1Samuel 25:3, 23, 25, 32. Ela era uma mulher sensata e formosa. Ela tem o legado de prudência e intercessão. Ao ver o seu clamor e intercessão sobre sua casa, o Senhor Jesus trará salvação sobre sua casa.

No livro de Ester 4:16 e 5:1-3, vemos o Legado de Ester. Ela teve sabedoria em usar as armas espirituais. Ela deixa também um legado de sabedoria, honra e força ao seu marido. Ao fazer isto, a mulher encontra graça na vida de seu marido.

Existe ainda a Síndrome de Rebeca, que esconde de seu marido os maus feitos dos seus filhos.

Você mulher, faça uma reflexão profunda da vida que está levando. Você possui algumas destas síndromes? Que legados você tem praticado? Busque em Deus o melhor caminho e cumpra o seu papel como mulher e esposa.


Sobre autor

Edificando Um Novo Lar

O Edificando Um Novo Lar atua nesta área há mais de 27 anos e tem como proposta oferecer um acompanhamento sistemático aos jovens e adultos em fase preparatória para a vida a dois.

Deixe uma resposta

Busca

Newsletter

Fique por dentro das novidades do Ministério Edificando Um Novo Lar! Inscreva seu e-mail e receba diariamente novidades, notícias, mensagens, etc!

Agenda

< 2017 >
Março
DomSegTerQuaQuiSexSab
   1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031 

Reflexão do Dia

Todo aquele, pois, que ouve estas minhas palavras e as pratica será comparado a um homem prudente que edificou a sua casa sobre a rocha; e caiu a chuva, transbordaram os rios, sopraram os ventos e deram com ímpeto contra aquela casa, que não caiu, porque fora edificada sobre a rocha (Mateus 7:24-25). O lar edificado na Rocha está seguro porque seus fundamentos são sólidos. Esta casa é constituída por um homem que reconhece e pratica suas responsabilidades contidas na Palavra na condição de marido. Entende a necessidade de amar sua esposa como Cristo amou a igreja. Busca satisfazer os desejos de seu coração, a acolhe, sustenta e lhe faz bem. Ele tem o entendimento de que, se não cumprir com as determinações contidas nas Sagradas Escrituras não lhe será possível ser bem sucedido. Por maior que seja seu sucesso na vida profissional, na sociedade e no ministério, se não estiver cumprindo com seu papel dentro de casa, não será um homem feliz. Este lar ainda tem uma mulher consciente de que Deus a colocou como auxiliadora idônea e como tal deve proceder. Honra e respeita o marido, lhe faz bem todos os dias e cuida para que sua casa esteja sempre organizada. Se ela não se posicionar como alguém que reconhece a posição de seu marido, sofrerá muitos reveses, pois terá a tendência de agir por conta própria, entrar em competição com ele e provocar situações de conflitos. Sabe-se que a família está sujeita a enfrentar a chuva, tempestades, ventos fortes que sopram tentando abalar sua estrutura. No entanto, apesar de todas as adversidades, ela permanecerá firme, equilibrada e não será abalada pelas intempéries, pois tem um homem e uma mulher prudentes e que edificaram sua casa em firmes fundamentos. Por ser firmado na Rocha este lar será sempre um local de adoração, um porto seguro, onde cada pessoa sentirá segurança. Nada abala a fé e convicção de que Deus está no controle. Os filhos aprendem com o bom exemplo de seus pais e crescem ampliando o conhecimento para também ajudarem na edificação de seu lar em Cristo. Mais tarde, quando se casarem seus lares serão igualmente firmados na Rocha porque aprenderam, desde a tenra idade... Continua:

Uma foto publicada por Ciro Eustáquio Lima de Paula (@ciro.depaula) em