Palavras… Fonte de bênção ou maldição na família?

  • 0

Palavras… Fonte de bênção ou maldição na família?

Categoria : Publicações ENL

Ainda que vivamos juntos, cada um dentro de uma família tem sua opinião, sua personalidade e sua forma de lidar com as emoções. Há dias em que um está feliz e o outro um pouco triste, outro dia, um está agitado e o outro desanimado. Cada um tem uma característica e reage à vida de uma forma diferente.

No entanto, para o convívio saudável em família o diálogo é muito importante. Seja para compartilhar histórias, para abençoar a vida do outro, para pedir uma opinião. Não há relacionamento se não há conversa.

O que podemos ver em alguns lares são famílias que conversam pouco e as mínimas palavras que saem são de maldição, agressividade e acusação. É possível construir um ambiente amável em meio às palavras más? Acreditamos que não.

Lemos na Palavra de Deus, em Provérbios 15:4, “A língua benigna é árvore de vida, mas a perversidade nela deprime o espírito”, e em Provérbios 18:21, “A morte e a vida estão no poder da língua; e aquele que a ama comerá do seu fruto”. O que isso quer nos dizer? Aquilo que sai de nossa boca pode provocar vida ou pode provocar morte ao nosso redor.

Como será construído o emocional de uma criança que houve, em todo o tempo, palavrões e palavras agressivas? Como uma pessoal enferma, acamada, pode ter esperança se ela só ouve palavras de desanimo e descaso de seus familiares? Como um casal viverá bem, renovando sua aliança dia a dia, se o esposo e a esposa só trocam palavras de acusação?

Você já se fez estas perguntas? Queremos te desafiar a fazer um compromisso de amor com sua família dizendo apenas boas palavras dentro de sua casa. Gostaríamos de ouvir seu testemunho após alguns dias. Temos a certeza que aonde você semear vida, ali ela nascerá. Seu casamento está precisando de um recomeço? A convivência com seus filhos adolescentes está difícil? Seus pais são idosos e você não consegue relacionar com eles? Semeie vida e verá a mudança.


Sobre autor

Edificando Um Novo Lar

O Edificando Um Novo Lar atua nesta área há mais de 27 anos e tem como proposta oferecer um acompanhamento sistemático aos jovens e adultos em fase preparatória para a vida a dois.

Deixe uma resposta

Busca

Newsletter

Fique por dentro das novidades do Ministério Edificando Um Novo Lar! Inscreva seu e-mail e receba diariamente novidades, notícias, mensagens, etc!

Agenda

< 2017 >
Março
DomSegTerQuaQuiSexSab
   1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031 

Reflexão do Dia

Todo aquele, pois, que ouve estas minhas palavras e as pratica será comparado a um homem prudente que edificou a sua casa sobre a rocha; e caiu a chuva, transbordaram os rios, sopraram os ventos e deram com ímpeto contra aquela casa, que não caiu, porque fora edificada sobre a rocha (Mateus 7:24-25). O lar edificado na Rocha está seguro porque seus fundamentos são sólidos. Esta casa é constituída por um homem que reconhece e pratica suas responsabilidades contidas na Palavra na condição de marido. Entende a necessidade de amar sua esposa como Cristo amou a igreja. Busca satisfazer os desejos de seu coração, a acolhe, sustenta e lhe faz bem. Ele tem o entendimento de que, se não cumprir com as determinações contidas nas Sagradas Escrituras não lhe será possível ser bem sucedido. Por maior que seja seu sucesso na vida profissional, na sociedade e no ministério, se não estiver cumprindo com seu papel dentro de casa, não será um homem feliz. Este lar ainda tem uma mulher consciente de que Deus a colocou como auxiliadora idônea e como tal deve proceder. Honra e respeita o marido, lhe faz bem todos os dias e cuida para que sua casa esteja sempre organizada. Se ela não se posicionar como alguém que reconhece a posição de seu marido, sofrerá muitos reveses, pois terá a tendência de agir por conta própria, entrar em competição com ele e provocar situações de conflitos. Sabe-se que a família está sujeita a enfrentar a chuva, tempestades, ventos fortes que sopram tentando abalar sua estrutura. No entanto, apesar de todas as adversidades, ela permanecerá firme, equilibrada e não será abalada pelas intempéries, pois tem um homem e uma mulher prudentes e que edificaram sua casa em firmes fundamentos. Por ser firmado na Rocha este lar será sempre um local de adoração, um porto seguro, onde cada pessoa sentirá segurança. Nada abala a fé e convicção de que Deus está no controle. Os filhos aprendem com o bom exemplo de seus pais e crescem ampliando o conhecimento para também ajudarem na edificação de seu lar em Cristo. Mais tarde, quando se casarem seus lares serão igualmente firmados na Rocha porque aprenderam, desde a tenra idade... Continua:

Uma foto publicada por Ciro Eustáquio Lima de Paula (@ciro.depaula) em