Palavras… Fonte de bênção ou maldição na família?

Palavras… Fonte de bênção ou maldição na família?

Category : Publicações ENL

Ainda que vivamos juntos, cada um dentro de uma família tem sua opinião, sua personalidade e sua forma de lidar com as emoções. Há dias em que um está feliz e o outro um pouco triste, outro dia, um está agitado e o outro desanimado. Cada um tem uma característica e reage à vida de uma forma diferente.

No entanto, para o convívio saudável em família o diálogo é muito importante. Seja para compartilhar histórias, para abençoar a vida do outro, para pedir uma opinião. Não há relacionamento se não há conversa.

O que podemos ver em alguns lares são famílias que conversam pouco e as mínimas palavras que saem são de maldição, agressividade e acusação. É possível construir um ambiente amável em meio às palavras más? Acreditamos que não.

Lemos na Palavra de Deus, em Provérbios 15:4, “A língua benigna é árvore de vida, mas a perversidade nela deprime o espírito”, e em Provérbios 18:21, “A morte e a vida estão no poder da língua; e aquele que a ama comerá do seu fruto”. O que isso quer nos dizer? Aquilo que sai de nossa boca pode provocar vida ou pode provocar morte ao nosso redor.

Como será construído o emocional de uma criança que houve, em todo o tempo, palavrões e palavras agressivas? Como uma pessoal enferma, acamada, pode ter esperança se ela só ouve palavras de desanimo e descaso de seus familiares? Como um casal viverá bem, renovando sua aliança dia a dia, se o esposo e a esposa só trocam palavras de acusação?

Você já se fez estas perguntas? Queremos te desafiar a fazer um compromisso de amor com sua família dizendo apenas boas palavras dentro de sua casa. Gostaríamos de ouvir seu testemunho após alguns dias. Temos a certeza que aonde você semear vida, ali ela nascerá. Seu casamento está precisando de um recomeço? A convivência com seus filhos adolescentes está difícil? Seus pais são idosos e você não consegue relacionar com eles? Semeie vida e verá a mudança.


About Author

Edificando Um Novo Lar

O Edificando Um Novo Lar atua nesta área há mais de 27 anos e tem como proposta oferecer um acompanhamento sistemático aos jovens e adultos em fase preparatória para a vida a dois.

Leave a Reply

Busca

Reflexão do Dia

"Pois que aproveitará o homem se ganhar o mundo inteiro e perder a sua alma? Ou que dará o homem em troca da sua alma?" (Mateus 16:26). Jesus disse que, por mais que o homem se esforce e até mesmo ganhe o mundo inteiro, de nada valerá seu esforço se vier a perder sua alma. Podemos fazer uma analogia deste versículo com a família. Existem pessoas que se matam de trabalhar quase que ininterruptamente: dia e noite, noite e dia, entra ano sai ano. Estão sempre ligadas, como se houvesse nelas um gerador que funciona 24 horas por dia. Não se sentem no direito de um tempo de descanso e relaxamento com a família. Férias então? “Nem pensar.” “É pura perda de tempo!”. O seu principal foco é sempre o trabalho. Alguns até dizem que seu nome é “trabalho” e o sobrenome “hora extra”. Não é bom que seja assim. Todo exagero é prejudicial. Foi Deus quem determinou ao homem trabalhar. E isso desde o Jardim do Éden. É preciso trabalhar, pois é através do suor do rosto que são gerados os recursos para o sustento familiar. No entanto, faz-se necessário que marido e esposa estejam atentos às necessidades mútuas bem como de seus filhos. Uma família que o marido sai cedo chega tarde e não tem condições de usufruir da companhia dos filhos até mesmo nos finais de semana crescerá manca. Há que se considerar também a esposa que se vira para dar conta dos afazeres do lar. Cuida das crianças e ainda resolve outras questões por causa da ausência do marido. E quando também a mulher se encontra nesta condição? Neste caso quem sofre são os avós, colocados por muitos como babás de seus netos. Maridos e esposas, tenham consciência da necessidade de viverem a vida comum do lar com discernimento. Procurem dar qualidade ao tempo livre. Chegar a casa de verdade, doar-se um ao outro, ouvir as crianças, brincar com elas, procurar saber do cônjuge como foi o dia são atitudes que facilitam e ajudam a manter uma família alegre, unida e feliz. Trabalhem, produzam, mas não se esqueçam da família. De nada adiantará todo o sucesso profissional mediante o fracasso na família. ------------------- Texto: @ciro.depaula -------------------- #EdificandoUmNovoLar #Family

Uma publicação compartilhada por Edificando Um Novo Lar (@edificandoumnovolar) em

Newsletter

Fique por dentro das novidades do Ministério Edificando Um Novo Lar! Inscreva seu e-mail e receba diariamente novidades, notícias, mensagens, etc!