NOTÍCIAS MISSIONÁRIAS DA ÁFRICA DO SUL

  • 0

NOTÍCIAS MISSIONÁRIAS DA ÁFRICA DO SUL

Category : Publicações ENL

Queridos irmãos, partilhamos aqui o último informativo enviado pela missionária Karina que está servindo ao Senhor na África do Sul. Leiam atentamente e tomem conhecimento de como é a vida de uma missionária, mesmo na África do Sul, o país mais desenvolvido do continente africano. Orem por ela para que os planos de Deus sejam totalmente realizados em sua vida.

“O que darei eu ao Senhor por todos os Seus benefícios para comigo? Sl. 116:12

Gratidão é o que tem movido meu coração nessa temporada de volta a Africa do Sul. Tempo de lutas, mas tempo que tenho visto a mão de Deus estendida sobre mim, me guardando, me instruindo, me ensinando, me dando novas ferramentas, me capacitando, me livrando do mal. E assim tem sido minha vida desde a ultima vez que mandei o ultimo informativo em Outubro.

CRIANÇAS: Na ultima semana que se passou, encerramos o ano letivo com as crianças. No meu último dia de aula com elas, antes da festinha de Natal aqui da JOCUM, tive o privilegio de juntar as crianças da Alfabetização, da 1a Serie e as minhas crianças da 2a Serie, para partilhar com elas o Plano da Salvação. Esse foi, com toda certeza, um dos momentos mais marcantes na Africa do Sul. Fazer cada criança conhecer Deus e entender o Seu amor demonstrado por nos através de Jesus, foi especial, muito especial mesmo. Foi o tempo que pude ver geminar cada semente lancada em cada estudo bíblico durante os 6 meses com elas. Ver crianças de educação muçulmana orando entregando a vida a Jesus, deixou-me sem palavras e chorei de gratidão a Deus por Sua Fidelidade na minha vida. A Deus toda Honra e Gloria!! No dia seguinte, aconteceu a nossa Festinha de Natal. Foi tudo lindo! Poder partilhar sobre Jesus outra vez não só com as crianças, mas também com seus familiares. Foi um tempo lindo, mas que deixou meu coração partidinho de saudade de cada um dos meus 17 pequenos que puderam me cativar a cada dia, e deixar um pouco de cada um em mim.

Próxima semana, estarei levando alguns dos meus alunos para almoçar e assistir filme, essa foi a recompensa por ter se comportado bem, ter feito todas as tarefas de casa e por não terem se envolvido em brigas.

EXPERIÊNCIAS: Ainda sofro muito com a discriminação dos negros, em especial dos idosos comigo. É algo difícil que não consigo reagir em algumas situações.

*Um dia, com muita pressa, esbarrei numa mulher negra, e todas as suas coisas caíram no chão. Ela começou a me xingar. Ela se abaixou para pegar as coisas, mas eu falei que não precisava, eu estaria apanhando tudo. Depois que terminei, Ela com um sorriso no rosto falou que não sabia que existia brancos com um coração tao bom. Nesse momento, pude falar de Jesus para Ela, porque Ele eh quem tem me moldado a cada dia. Ela agradeceu mais uma vez.

*Outra marcante experiência foi com um morador de rua. Ta parada de ônibus, cansada e de cabeça baixa, aparece um homem me chamando de amiga. Claro que me assustei, mas imediatamente ele se apresentou. Demos inicio a uma boa conversa (todos na parada de ônibus olhavam para mim), e como eu disse que estava cansada, ele sugeriu que assentássemos no chão. E assim fiz. Depois de uns 10 minutos conversando, quando vi que era a hora do meu ônibus chegar, perguntei o que Jesus representava para ele. Ele respondeu que não sabia muito bem “dessas coisas” de Jesus e Deus. Como eu estava estudando o Plano da Salvação para partilhar com as crianças, e por estar usando uma pulseirinha com as cores, pude partilhar sobre Jesus para ele, que no final falou que queria que esse Jesus que eu falei, morasse dentro dele. Orei rapidinho com ele, e me despedi com um abraco. No ônibus umas mulheres perguntaram a mim porque uma branca estava falando com um mendigo. E mais uma vez pude compartilhar de Jesus para todas as pessoas que estavam no ônibus. Falei do amor de Deus. Tremi muito, fiquei com medo das ‘negronas’ falando alto comigo. Mais uma vez, Deus esteve comigo.

*Recebi de presente de uma amiga angolana 1 mês de graça na academia, ela já tinha pago, mas precisava viajar para Angola. Um dia no vestiário, respondendo mensagem no meu celular, 3 mulheres me chamaram fora do vestiário e inocente eu fui. Quando cheguei ate elas, uma delas apontaram o dedo pedindo pra eu olhar na academia. Olhei. Logo em seguida uma delas mandaram eu procurar meu lugar, que la só tinha negros e não era lugar pra mim. Gelei. Fiquei sem reação, mas aos poucos as palavras vieram e comecei a falar sobre o passado da Africa do Sul, da Colonização, dos brancos… e elas entenderam que elas não podiam generalizar ou me julgar sem ao menos me conhecer. Elas pediram perdão, e logo em seguida, por uns 2 minutos partilhei um pouco do amor de Deus para elas.

São experiencias que acrescentam positivamente no meu relacionamento com Deus. E só testifica a passagem que Jesus prometeu estar comigo TODOS os DIAS. E tem sido n’Ele que tenho vivido e me movido. Ele eh o motivo, Ele eh a razão de eu estar aqui na Africa do Sul.

NOVIDADE: Por 1 mês estarei sendo tradutora e professora de natação junto com um amigo e missionário, também brasileiro, o Diego, que começou a ser voluntario na Casa Abrigo do Exercito da Salvação, que trabalham com meninas que foram abandonadas pela família. Tem sido uma nova experiencia, mas que tem trazido grande alegria na minha vida. São 4 turmas. Uma hora cada aula. Ao total de 19 meninas entre 4 e 18 anos. E uma em especial conquistou meu coração, a Rihana, com 16 anos e eh uma “criança especial”, foi abandonada pelos pais em seus primeiros dias de vida por ser portadora de Síndrome de Down. Ela de fato eh uma menina especial, que tanto me ensina com seu jeitinho meio, tímido e determinado. Depois de uma semana de aula, ela quer ser minha professora de natação… hahaha… uma fofura.

CURSO DE INGLÊS: Mais uma etapa vencida, mais uma etapa sendo concluída na próxima semana. Esses 2 vezes que voltei a estudar, muito acrescentou na minha vida. Mas o mais especial foi ter conhecido uma Jovem católica, de Camarões – Rosie. Por morar perto de mim, ela começou a ir comigo para Igreja e depois de 5 semanas entregou a sua vida para Jesus. Deus sempre me surpreende!!

TRISTES NOTÍCIAS: Em Novembro, por 4 dias seguidos recebi noticias de morte. A mãe da minha melhor amiga no Brasil, um discípulo, um primo, e uma tia. Isso me deixou triste, mas não me abalou tanto pela proximidade que não estávamos tendo nos últimos tempo, mas Sábado passado, meu tio-avo, que morava com minha mãe faleceu. Eu era muito próxima dele, e meu tempo no brasil este ano, foi junto dele, cuidado dele. Ao ser acordada com a noticia, fiquei por um momento sem chão. Senti tudo desabar ao meu redor. Foi algo inesperado, que causou muita dor. Dor da perda e da distancia. Minha família é toda católica. Ha 3 meses atras um primo meu entregou a vida para Jesus, e eu pedi para ele ir no Hospital falar de Jesus para meu tio e perguntar se ele queria confessar Jesus como Senhor e Salvador. Sem falar, ele fez sinal de sim com a cabeça. Quando minha irma me disse, isso muito me consolou e trouxe paz ao meu coração. E mais uma vez me rendi em gratidão a Deus por Ele ser Soberano. Autor da Vida!

FUTURO: Algo que tenho orado muito e pedido direcionamento. Algumas coisas tenho certeza, tenho palavra e tenho paz. Outras coisas, ainda não tenho respostas. Vamos la: Por agora, meu tempo no Joseph Project, chegou ao fim depois de 2 anos e 6 meses. Estou concluindo mais uma estação da minha vida. Eu amo as crianças, Eu sou apaixonada por Johannesburg. Se eu pudesse escolher, escolheria viver aqui para sempre. Chorei muito quando entendi que o meu tempo aqui acabou. Mas entendi que Deus esta me chamando para obter novas ferramentas para serem usadas de forma mais especifica no Reino. No meu coração só vinha duas palavras FAMÍLIA e UNIVERSIDADE. Por mais de 2 meses clamei a Deus por entendimento.Tenho estado em JOCUM por quase 5 anos e era fora de cogitação eu voltar para a sala de aula e voltar para “casa”. Minha família (as pessoas que me criaram: minha mãe, minha avó e minha tia-avó) estão enfrentando um momento difícil na área da saúde. Aos poucos, passo a passo, as pecas foram se encaixando. Deus foi me dando palavras. Tempo de PARAR. Eu não entendia o que significava o ‘parar’. Confirmando meu chamado para povos esquecidos e não valorizado pela sociedade, entendi que ter uma profissão é importante (nenhum dos 3 cursos que comecei, eu conclui). Uma amiga brasileira foi para a Nigéria. O vôo dela fez conexão aqui em Johannesburg. Uma das primeiras coisas que ela falou para mim foi que ela e o marido dela tem orado por mim e que eles entendiam que era tempo de ter um curso superior, que isso sera importante para mim, no meu futuro em missões. E em um dos meus devocionais, Deus compartilhou claramente comigo o quanto uma especialidade poderá acrescentar mais no Reino. Conclui que eh tempo sim de enfrentar a Universidade mais uma vez, depois de 5 anos e meio longe desse cotidiano. Pensei fazer Universidade aqui em Johannesburg, porque assim eu conciliava com o trabalho das crianças. E mais uma vez Deus falou nesse tal de “tempo de parar”. E mais uma vez não entendi. Em um dos email que recebo no Ministério de vocês, Deus começou a falar em família, e foi quando lembrei que FAMÍLIA foi uma das palavras que Deus me deu junto com UNIVERSIDADE. Não tive mais dúvidas, que o tal do “tempo de parar”, foi referido a missões em tempo integral. Que ao mesmo tempo que Ele estaria me equipando profissionalmente, Ele estava me dando a oportunidade de cuidar da minha família e fazer Jesus conhecido no meio dos meus. Estou orando, e orando muito. Voltar para o “mundo real” ainda me assusta um pouco. Voltar para o lugar que um dia eu chamei de casa, também me assusta. Tenho minha passagem de retorno para o Brasil no final de Abril/14, mas estou tentando adiar para depois do Natal (pois no Natal estarei com a família de uma das crianças, e eles pediram para eu partilhar sobre Jesus na minha visão, porque o filho em casa só vive contando a história do plano da salvação usando a pulseirinha que eu dei para ele, e penso que sera mais uma oportunidade de fazer Jesus conhecido a esta família). Fiz uma reserva para 26 de Dezembro, mas não sei ainda se conseguirei pagar a multa e o valor de diferença. Crendo, e se eu de fato entendi todas as instruções de Deus, dia 26 estarei embarcando de volta ao Brasil, por pelo menos 2 anos e meio.

NO BRASIL: Além de estudar, estar com a família, estarei dando aula de inglês para os pequeninos 2 vezes por semana em uma instituição que trabalha com meninas que foram violentadas pela família, e na outra instituição numa das favelas em Recife.

MOTIVO DE ORAÇÃO: Pelo meu emocional que ainda esta abalado. Pelo meu futuro, pelos planos que Deus tem colocado no meu coração. Pelo retorno ao Brasil, pelo retorno ao cotidiano que eu deixei ha 5 anos atrás. Pelo meu tempo em família. Sobre qual curso irei cursar na Universidade. Pelos recursos necessários para pagar universidade, pois não gostaria de ter que esperar 1 ano ate que eu possa fazer prova para Universidade Publica.

 


About Author

Edificando Um Novo Lar

O Edificando Um Novo Lar atua nesta área há mais de 27 anos e tem como proposta oferecer um acompanhamento sistemático aos jovens e adultos em fase preparatória para a vida a dois.

Leave a Reply

Busca

Newsletter

Fique por dentro das novidades do Ministério Edificando Um Novo Lar! Inscreva seu e-mail e receba diariamente novidades, notícias, mensagens, etc!

Agenda

< 2017 >
Junho
DomSegTerQuaQuiSexSab
    123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930 

Reflexão do Dia

Todo aquele, pois, que ouve estas minhas palavras e as pratica será comparado a um homem prudente que edificou a sua casa sobre a rocha; e caiu a chuva, transbordaram os rios, sopraram os ventos e deram com ímpeto contra aquela casa, que não caiu, porque fora edificada sobre a rocha (Mateus 7:24-25). O lar edificado na Rocha está seguro porque seus fundamentos são sólidos. Esta casa é constituída por um homem que reconhece e pratica suas responsabilidades contidas na Palavra na condição de marido. Entende a necessidade de amar sua esposa como Cristo amou a igreja. Busca satisfazer os desejos de seu coração, a acolhe, sustenta e lhe faz bem. Ele tem o entendimento de que, se não cumprir com as determinações contidas nas Sagradas Escrituras não lhe será possível ser bem sucedido. Por maior que seja seu sucesso na vida profissional, na sociedade e no ministério, se não estiver cumprindo com seu papel dentro de casa, não será um homem feliz. Este lar ainda tem uma mulher consciente de que Deus a colocou como auxiliadora idônea e como tal deve proceder. Honra e respeita o marido, lhe faz bem todos os dias e cuida para que sua casa esteja sempre organizada. Se ela não se posicionar como alguém que reconhece a posição de seu marido, sofrerá muitos reveses, pois terá a tendência de agir por conta própria, entrar em competição com ele e provocar situações de conflitos. Sabe-se que a família está sujeita a enfrentar a chuva, tempestades, ventos fortes que sopram tentando abalar sua estrutura. No entanto, apesar de todas as adversidades, ela permanecerá firme, equilibrada e não será abalada pelas intempéries, pois tem um homem e uma mulher prudentes e que edificaram sua casa em firmes fundamentos. Por ser firmado na Rocha este lar será sempre um local de adoração, um porto seguro, onde cada pessoa sentirá segurança. Nada abala a fé e convicção de que Deus está no controle. Os filhos aprendem com o bom exemplo de seus pais e crescem ampliando o conhecimento para também ajudarem na edificação de seu lar em Cristo. Mais tarde, quando se casarem seus lares serão igualmente firmados na Rocha porque aprenderam, desde a tenra idade... Continua:

Uma foto publicada por Ciro Eustáquio Lima de Paula (@ciro.depaula) em