Desfrute do privilégio de ser mulher

  • 0

Desfrute do privilégio de ser mulher

Categoria : Publicações ENL

Desfrute do privilégio de ser mulher

Uma tarde gloriosa marcou o sábado (12/03/11) de centenas de mulheres na Igreja Batista da Lagoinha. O ministério Mulheres em Ação, liderado pela Pra Ana Lúcia, realizou uma palestra em homenagem ao dia internacional da mulher, comemorado no dia 08 de março, para as mulheres receberem o renovo de Deus.

A Pra Iara Diniz, líder da Central Ministerial da Família e convidada a ministrar para as mulheres, falou sobre o tema “Desfrute do privilégio de ser mulher” à luz da Palavra de Deus. Segundo ela, para se desfrutar desta dádiva de Deus, é preciso ir contra dois grandes paradigmas que a sociedade criou acerca da mulher.

1)      Desvalorização: A mulher é muito valiosa para Deus (Gênesis 2:18 e Provérbios 31:10). A mulher é um presente especial de Deus para os homens. Ela precisa internalizar seu valor, resgatando sua identidade em Cristo para se valorizar.

2)      A mulher deve reassumir o papel do homem: A mulher tem um papel importante na sociedade e bem definido segundo Deus. Não devemos querer assumir o lugar do homem. Deus não compactua conosco quando não estamos na posição que Ele determinou. (1 Pedro 3:7)

Quando se entende o verdadeiro valor da mulher em Cristo e seu papel segundo os planos de Deus é possível assim desfrutar dos privilégios de ser uma mulher.

1)      Ser companheira: a mulher tem facilidade de se doar, manter amigos, cuidar das pessoas.

2)      Ter sensibilidade feminina: a mulher é sensível a dor do outro, é sensível ao Espírito Santo, é sentimental, é doce.

3)      Maternidade: quão maravilhoso é o privilégio se ter sido escolhida por Deus para gerar outro ser e quão gratificante é dar a luz a um filho. É um milagre de Deus que só a mulher tem o privilégio.

4)      Ser feminina: existem coisas que são particulares da mulher, usar uma bela roupa, se maquiar, ser delicada ao toque, presentear, se cuidar. (Provérbios 11:16)

5)      Ter um encontro amoroso com Jesus: como a mulher Samaritana que não tinha marido, era desvalorizada e teve um encontro especial com o Amado de nossas almas. (Joaõ 4)

6)      Tocar Jesus e receber virtudes Dele: como a mulher do fluxo de sangue, que sofreu por muitos anos e no meio de uma multidão que encostava em Jesus, somente ela, que tocou levemente a orla da veste de Jesus, recebeu virtude Dele, chamou sua atenção e foi curada. É preciso ser ousada para tocar em Jesus (Mateus 9:19-22)

7)      Aprender com Jesus: todas as mulheres que acompanharam Jesus aprenderam muito com Ele, em especial Maria, irmã de Marta, que escolheu a melhor parte e Jesus se dispôs a dar atenção a ela e ensinar as coisas de Deus.

8)      Servir a Jesus: Marta é muito criticada por alguns pregadores quando se fala sobre a ocasião em que ela murmurou por sua irmã não ajudá-la quando recebia Jesus em sua casa. No entanto, ainda que ela não tenha escolhido estar aos pés de Jesus, como mulher, ela se dispôs a servir Jesus. Ela cozinhou para Ele e seus discípulos. (Lucas 10: 28-32)

9)      Exercer várias funções: A mulher de Provérbios 31 é, sem duvida, o melhor exemplo de como a mulher pode exercer muitas funções com excelência. Isso é dom de Deus.

“Ser mulher é um privilégio e dádiva de Deus. Assim como Deus fez o homem com suas qualidades, Deus também criou as mulheres com muito amor e detalhes. Em toda a Escritura Sagrada podemos ver exemplos de mulheres que de forma especial, escolhidas por Deus, mudaram histórias, libertaram povos, cuidaram de enfermos, serviram ao Senhor. Diferente do que a sociedade quer determinar sobre a vida das mulheres, desvalorizando-as, manipulando-as, confundindo sua posição em casa, no trabalho e no mundo, Deus, o Soberano Criador, com suas próprias mãos e com o amor que só Ele tem, fez a mulher. Um ser especial, amado por Deus e que tem um papel importantíssimo na vida dos homens, sejam maridos, filhos, netos, amigos, vizinhos” – encerrou Pra Iara Diniz.

Pra Ana Lúcia agradeceu mais uma vez a presença da ministrante em nome do ministério e das mulheres presentes na palestra. “É maravilhoso como Deus usou a Pra Iara para trazer cura aos nossos corações nos fazendo entender quão grande é o privilégio de ser mulher”, disse.

 


Sobre autor

Edificando Um Novo Lar

O Edificando Um Novo Lar atua nesta área há mais de 27 anos e tem como proposta oferecer um acompanhamento sistemático aos jovens e adultos em fase preparatória para a vida a dois.

Deixe uma resposta

Busca

Newsletter

Fique por dentro das novidades do Ministério Edificando Um Novo Lar! Inscreva seu e-mail e receba diariamente novidades, notícias, mensagens, etc!

Agenda

< 2017 >
Março
DomSegTerQuaQuiSexSab
   1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031 

Reflexão do Dia

Todo aquele, pois, que ouve estas minhas palavras e as pratica será comparado a um homem prudente que edificou a sua casa sobre a rocha; e caiu a chuva, transbordaram os rios, sopraram os ventos e deram com ímpeto contra aquela casa, que não caiu, porque fora edificada sobre a rocha (Mateus 7:24-25). O lar edificado na Rocha está seguro porque seus fundamentos são sólidos. Esta casa é constituída por um homem que reconhece e pratica suas responsabilidades contidas na Palavra na condição de marido. Entende a necessidade de amar sua esposa como Cristo amou a igreja. Busca satisfazer os desejos de seu coração, a acolhe, sustenta e lhe faz bem. Ele tem o entendimento de que, se não cumprir com as determinações contidas nas Sagradas Escrituras não lhe será possível ser bem sucedido. Por maior que seja seu sucesso na vida profissional, na sociedade e no ministério, se não estiver cumprindo com seu papel dentro de casa, não será um homem feliz. Este lar ainda tem uma mulher consciente de que Deus a colocou como auxiliadora idônea e como tal deve proceder. Honra e respeita o marido, lhe faz bem todos os dias e cuida para que sua casa esteja sempre organizada. Se ela não se posicionar como alguém que reconhece a posição de seu marido, sofrerá muitos reveses, pois terá a tendência de agir por conta própria, entrar em competição com ele e provocar situações de conflitos. Sabe-se que a família está sujeita a enfrentar a chuva, tempestades, ventos fortes que sopram tentando abalar sua estrutura. No entanto, apesar de todas as adversidades, ela permanecerá firme, equilibrada e não será abalada pelas intempéries, pois tem um homem e uma mulher prudentes e que edificaram sua casa em firmes fundamentos. Por ser firmado na Rocha este lar será sempre um local de adoração, um porto seguro, onde cada pessoa sentirá segurança. Nada abala a fé e convicção de que Deus está no controle. Os filhos aprendem com o bom exemplo de seus pais e crescem ampliando o conhecimento para também ajudarem na edificação de seu lar em Cristo. Mais tarde, quando se casarem seus lares serão igualmente firmados na Rocha porque aprenderam, desde a tenra idade... Continua:

Uma foto publicada por Ciro Eustáquio Lima de Paula (@ciro.depaula) em