Reflexão do Dia – Pai, sempre presente

  • 0

Reflexão do Dia – Pai, sempre presente

Category : Publicações ENL

Senhor, compadece-te de meu filho (Mateus 17:15). Esta foi a fala de um pai angustiado, ajoelhado diante de Jesus. Havia algum tempo que seu filho estava sendo atormentado. Não havia sossego na família. Era preciso estar em constante vigilância para que o jovem não morresse, pois ora era jogado no fogo, ora na água. Imagino o quanto aquele pai e sua esposa sofreram por causa do filho. Possivelmente tentaram todos os recursos até que souberam que Jesus poderia curá-lo. Aquele era um pai presente na vida do filho. Não ignorava o seu sofrimento e envidava todos os esforços necessários para que seu filho recebesse livramento. Não deixou por conta de sua esposa. Demonstrou interesse e coragem. Foi pessoalmente até Jesus. Vivemos numa época em que muitos homens não assumem o verdadeiro papel de um pai. Esquecem-se de que a paternidade é um privilégio. É preciso que os pais se posicionem. Por qual razão deixam tudo por conta da mãe? Alguns apresentam a "justificativa" de que trabalham o dia inteiro, outros dizem que não levam jeito para tratarem com os filhos e ainda outros simplesmente se omitem. Por mais tempo que o homem passe fora de casa, ainda assim é possível ser um pai presente. Os filhos precisam da referência masculina. Sentir o carinho e afago do pai. Poder compartilhar com ele suas angústias, seus sonhos, suas realizações. Passear, brincar, estudar, conversar e também disciplinar. O pai deve exercer o ministério sacerdotal, orar com os filhos, ensinar-lhes a Palavra de Deus, ser um exemplo. Agindo desta maneira, verá a glória de Deus sendo manifestada na sua casa e na sua descendência. Aquele homem somente teve a oportunidade de contemplar o milagre de Jesus porque estava junto com o seu filho. Pais estejam atentos às necessidades de seus filhos. Não os deixem para lá. Mantenham-se sempre por perto. Demonstrem interesse por eles. "Como foi seu dia? Como está indo na escola? Como você está? De que você precisa?" São algumas das muitas perguntas que um pai deve fazer aos filhos no decorrer da vida. ….

Uma foto publicada por Ciro Eustáquio Lima de Paula (@ciro.depaula) em


About Author

Edificando Um Novo Lar

O Edificando Um Novo Lar atua nesta área há mais de 27 anos e tem como proposta oferecer um acompanhamento sistemático aos jovens e adultos em fase preparatória para a vida a dois.

Leave a Reply

Busca

Newsletter

Fique por dentro das novidades do Ministério Edificando Um Novo Lar! Inscreva seu e-mail e receba diariamente novidades, notícias, mensagens, etc!

Agenda

< 2017 >
Maio
DomSegTerQuaQuiSexSab
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031   

Reflexão do Dia

Todo aquele, pois, que ouve estas minhas palavras e as pratica será comparado a um homem prudente que edificou a sua casa sobre a rocha; e caiu a chuva, transbordaram os rios, sopraram os ventos e deram com ímpeto contra aquela casa, que não caiu, porque fora edificada sobre a rocha (Mateus 7:24-25). O lar edificado na Rocha está seguro porque seus fundamentos são sólidos. Esta casa é constituída por um homem que reconhece e pratica suas responsabilidades contidas na Palavra na condição de marido. Entende a necessidade de amar sua esposa como Cristo amou a igreja. Busca satisfazer os desejos de seu coração, a acolhe, sustenta e lhe faz bem. Ele tem o entendimento de que, se não cumprir com as determinações contidas nas Sagradas Escrituras não lhe será possível ser bem sucedido. Por maior que seja seu sucesso na vida profissional, na sociedade e no ministério, se não estiver cumprindo com seu papel dentro de casa, não será um homem feliz. Este lar ainda tem uma mulher consciente de que Deus a colocou como auxiliadora idônea e como tal deve proceder. Honra e respeita o marido, lhe faz bem todos os dias e cuida para que sua casa esteja sempre organizada. Se ela não se posicionar como alguém que reconhece a posição de seu marido, sofrerá muitos reveses, pois terá a tendência de agir por conta própria, entrar em competição com ele e provocar situações de conflitos. Sabe-se que a família está sujeita a enfrentar a chuva, tempestades, ventos fortes que sopram tentando abalar sua estrutura. No entanto, apesar de todas as adversidades, ela permanecerá firme, equilibrada e não será abalada pelas intempéries, pois tem um homem e uma mulher prudentes e que edificaram sua casa em firmes fundamentos. Por ser firmado na Rocha este lar será sempre um local de adoração, um porto seguro, onde cada pessoa sentirá segurança. Nada abala a fé e convicção de que Deus está no controle. Os filhos aprendem com o bom exemplo de seus pais e crescem ampliando o conhecimento para também ajudarem na edificação de seu lar em Cristo. Mais tarde, quando se casarem seus lares serão igualmente firmados na Rocha porque aprenderam, desde a tenra idade... Continua:

Uma foto publicada por Ciro Eustáquio Lima de Paula (@ciro.depaula) em