Reflexão do Dia- Livrando seus filhos da morte!

  • 0

Reflexão do Dia- Livrando seus filhos da morte!

Category : Publicações ENL

O filho insensato é tristeza para o pai e amargura para quem o deu à luz (Provérbios 17:25). Vez por outra ouço no rádio o depoimento amargurado de um pai ou uma mãe. Em lágrimas dizem da tristeza de fatos ocorridos com o filho ou filha. Falam que não concordavam com as atitudes dos mesmos, mas eles não os ouviam e acabaram se enveredando por caminhos indesejados. É a filha que teima em namorar uma pessoa que, aos olhos de seus pais, não tem boa conduta, não tem caráter e nem interesse em levar o relacionamento a sério. O filho se une a amigos que o levam para curtir a vida, conhecer o mundo e é por este caminho que conhece as drogas, demais vícios e o mundo do crime. O fim de muitos desses infelizmente acaba sendo a morte. Foi o que aconteceu com uma jovem nesses dias. Sua mãe mal conseguia falar, de tanto que chorava. Ela lamentava dizendo “nunca mais vou ver minha filha, eu disse para ela não sair com aquele rapaz, ele não prestava, ela terminou o namoro, mas voltou porque dizia que gostava dele”… Não se sabia direito ainda os motivos mas… a filha morreu. A Palavra de Deus nos adverte dizendo: Há caminho que ao homem parece direito, mas ao cabo dá em caminhos de morte (Provérbios 14:12). Não me canso de exortar os pais para que aproveitem a infância de seus filhos. Essa é a melhor ocasião para ensinar, exortar, disciplinar e direcionar para a vida. É custoso, cansativo, desgastante e em algumas ocasiões estressante. Mas esta é a hora. Pais não meçam esforços. Façam de tudo o que puderem para conquistar o coração de seus filhos. Zelem pela vida deles. Não transfiram a responsabilidade para a igreja ou a escola. É sua a obrigação de fazer deles discípulos de Jesus, cidadãos de bem, pessoas cônscias de seus direitos, mas também dos deveres. Todo o tempo investido na vida da criança, do adolescente e do jovem é valioso e vai gerar frutos bons para a glória de Deus. Consequentemente esses filhos terão bom senso, honrarão seus pais e darão sua valiosa contribuição para a transformação da sociedade. #EdificandoUmNovoLar #Familiaestruturada #filhos #obediência #obedience #takecare #ensino #teaching #discipline #disciplina #amor

Uma foto publicada por Ciro Eustáquio Lima de Paula (@ciro.depaula) em


About Author

Edificando Um Novo Lar

O Edificando Um Novo Lar atua nesta área há mais de 27 anos e tem como proposta oferecer um acompanhamento sistemático aos jovens e adultos em fase preparatória para a vida a dois.

Leave a Reply

Busca

Reflexão do Dia

"Pois que aproveitará o homem se ganhar o mundo inteiro e perder a sua alma? Ou que dará o homem em troca da sua alma?" (Mateus 16:26). Jesus disse que, por mais que o homem se esforce e até mesmo ganhe o mundo inteiro, de nada valerá seu esforço se vier a perder sua alma. Podemos fazer uma analogia deste versículo com a família. Existem pessoas que se matam de trabalhar quase que ininterruptamente: dia e noite, noite e dia, entra ano sai ano. Estão sempre ligadas, como se houvesse nelas um gerador que funciona 24 horas por dia. Não se sentem no direito de um tempo de descanso e relaxamento com a família. Férias então? “Nem pensar.” “É pura perda de tempo!”. O seu principal foco é sempre o trabalho. Alguns até dizem que seu nome é “trabalho” e o sobrenome “hora extra”. Não é bom que seja assim. Todo exagero é prejudicial. Foi Deus quem determinou ao homem trabalhar. E isso desde o Jardim do Éden. É preciso trabalhar, pois é através do suor do rosto que são gerados os recursos para o sustento familiar. No entanto, faz-se necessário que marido e esposa estejam atentos às necessidades mútuas bem como de seus filhos. Uma família que o marido sai cedo chega tarde e não tem condições de usufruir da companhia dos filhos até mesmo nos finais de semana crescerá manca. Há que se considerar também a esposa que se vira para dar conta dos afazeres do lar. Cuida das crianças e ainda resolve outras questões por causa da ausência do marido. E quando também a mulher se encontra nesta condição? Neste caso quem sofre são os avós, colocados por muitos como babás de seus netos. Maridos e esposas, tenham consciência da necessidade de viverem a vida comum do lar com discernimento. Procurem dar qualidade ao tempo livre. Chegar a casa de verdade, doar-se um ao outro, ouvir as crianças, brincar com elas, procurar saber do cônjuge como foi o dia são atitudes que facilitam e ajudam a manter uma família alegre, unida e feliz. Trabalhem, produzam, mas não se esqueçam da família. De nada adiantará todo o sucesso profissional mediante o fracasso na família. ------------------- Texto: @ciro.depaula -------------------- #EdificandoUmNovoLar #Family

Uma publicação compartilhada por Edificando Um Novo Lar (@edificandoumnovolar) em

Newsletter

Fique por dentro das novidades do Ministério Edificando Um Novo Lar! Inscreva seu e-mail e receba diariamente novidades, notícias, mensagens, etc!