Reflexão do Dia – Vencendo a Escuridão da Alma!

  • 0

Reflexão do Dia – Vencendo a Escuridão da Alma!

Category : Publicações ENL

Pois como poderei ver o mal que sobrevirá ao meu povo? E como poderei ver a destruição da minha parentela? (Ester 8:6). Apesar de ter a privilegiada posição de rainha, Ester não se esqueceu do seu povo. Sabedora dos planos do inimigo contra a sua parentela e que ela corria risco de morte, posicionou-se de forma a defendê-la, mesmo que lhe custasse a própria vida. Então foi até a presença do rei e lhe contou o que estava acontecendo. Ela precisava que ele demonstrasse boa vontade em ouvi-la a fim de relatar o que estava para ocorrer. Deus ouviu suas orações, honrou-a de forma extraordinária e converteu o coração do rei favoravelmente à sua causa. Ester foi corajosa e ousada ao se expor para defender as pessoas a quem amava e por isso foi bem sucedida. Muitas famílias correm o risco de morte nos dias atuais. Não a morte física, mas a morte espiritual. Vivem num abismo profundo sem esperança e com perspectivas de dias cada vez mais áridos e sombrios. A escuridão da alma é a pior que o ser humano pode enfrentar. Não consegue vislumbrar o futuro, não tem esperança, tudo lhe parece ir de mal a pior. Cada dia é um tormento e mais uma oportunidade para sofrer. Essas pessoas precisam de ajuda e de uma palavra de fé e esperança mostrando-lhes que é possível sair desta condição para viver o melhor que Deus lhes tem preparado. Mas, o que tem sido feito em favor desses familiares que estão neste estado? Que providências têm sido tomadas a fim de evitar que permaneçam submersos nessa imensa escuridão? Sempre tem alguma pessoa na família que já conhece as palavras de vida eterna proclamadas por Jesus. É preciso orar sem cessar, mas faz-se necessária uma intervenção pessoal e dizer aos demais do amor de Deus, do sacrifício de Jesus na cruz, da certeza de uma vida melhor e, sobretudo a convicção da vida eterna. Seria muito bom se essa pessoa tivesse disposição para anunciar de forma clara as boas novas da salvação. Ser um agente de transformação da família é o mínimo que o cristão deve almejar. Assim, será um instrumento para o cumprimento da promessa: Crê no Senhor Jesus e serás salvo, tu e tua casa (Atos 16:31). #edificandoumnovolar #Jesus #Luz

Uma foto publicada por Ciro Eustáquio Lima de Paula (@ciro.depaula) em


About Author

Edificando Um Novo Lar

O Edificando Um Novo Lar atua nesta área há mais de 27 anos e tem como proposta oferecer um acompanhamento sistemático aos jovens e adultos em fase preparatória para a vida a dois.

Leave a Reply

Busca

Newsletter

Fique por dentro das novidades do Ministério Edificando Um Novo Lar! Inscreva seu e-mail e receba diariamente novidades, notícias, mensagens, etc!

Agenda

< 2017 >
Junho
DomSegTerQuaQuiSexSab
    123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930 

Reflexão do Dia

Todo aquele, pois, que ouve estas minhas palavras e as pratica será comparado a um homem prudente que edificou a sua casa sobre a rocha; e caiu a chuva, transbordaram os rios, sopraram os ventos e deram com ímpeto contra aquela casa, que não caiu, porque fora edificada sobre a rocha (Mateus 7:24-25). O lar edificado na Rocha está seguro porque seus fundamentos são sólidos. Esta casa é constituída por um homem que reconhece e pratica suas responsabilidades contidas na Palavra na condição de marido. Entende a necessidade de amar sua esposa como Cristo amou a igreja. Busca satisfazer os desejos de seu coração, a acolhe, sustenta e lhe faz bem. Ele tem o entendimento de que, se não cumprir com as determinações contidas nas Sagradas Escrituras não lhe será possível ser bem sucedido. Por maior que seja seu sucesso na vida profissional, na sociedade e no ministério, se não estiver cumprindo com seu papel dentro de casa, não será um homem feliz. Este lar ainda tem uma mulher consciente de que Deus a colocou como auxiliadora idônea e como tal deve proceder. Honra e respeita o marido, lhe faz bem todos os dias e cuida para que sua casa esteja sempre organizada. Se ela não se posicionar como alguém que reconhece a posição de seu marido, sofrerá muitos reveses, pois terá a tendência de agir por conta própria, entrar em competição com ele e provocar situações de conflitos. Sabe-se que a família está sujeita a enfrentar a chuva, tempestades, ventos fortes que sopram tentando abalar sua estrutura. No entanto, apesar de todas as adversidades, ela permanecerá firme, equilibrada e não será abalada pelas intempéries, pois tem um homem e uma mulher prudentes e que edificaram sua casa em firmes fundamentos. Por ser firmado na Rocha este lar será sempre um local de adoração, um porto seguro, onde cada pessoa sentirá segurança. Nada abala a fé e convicção de que Deus está no controle. Os filhos aprendem com o bom exemplo de seus pais e crescem ampliando o conhecimento para também ajudarem na edificação de seu lar em Cristo. Mais tarde, quando se casarem seus lares serão igualmente firmados na Rocha porque aprenderam, desde a tenra idade... Continua:

Uma foto publicada por Ciro Eustáquio Lima de Paula (@ciro.depaula) em