Depressão em família

porEdificando Um Novo Lar

Depressão em família

A depressão é uma enfermidade que tem adentrado em muitos lares hoje em dia. E na maioria dos casos, os familiares não sabem lidar com a situação do deprimido.

O deprimido está quase sempre triste ou angustiado, com uma irritabilidade constante, e com frequência demonstra ansiedade. Uma sensação de medo também pode estar presente. Outras características são: perda do interesse por atividades que antes eram agradáveis, alteração do sono e no apetite, perda do interesse sexual, sensação de abandono e desesperança.

Quanto mais a família conhecer a enfermidade mais fácil fica a compreensão do comportamento do indivíduo. O apoio e auxilio da família são fundamentais na recuperação do doente. Muitas vezes, o deprimido também reage de forma a se isolar, mas a família precisa estar perto, dialogar, acompanhar o quadro.

A família ou pessoas mais próximas podem colaborar com o deprimido, procurando ter um relacionamento normal, demonstrando afeição, respeito, oferecendo incentivos, elogios, e atividades. Censurar e acusar o deprimido não vai ajudar em nada. Boa parte dos deprimidos que se suicidam foram rejeitados pelos familiares que não tinham paciência ou entendimento para lidar com eles.

A depressão pode também ter um impacto significativo no padrão de comportamento dos outros membros da família. Os deprimidos têm certa dificuldade em se relacionar com os outros. Por exemplo, a depressão é pode ser acompanhada por um aumento das discussões conjugais. Os cônjuges de pessoas deprimidas têm tendência a ficarem frustrados com estes. Contudo, um apoio conjugal forte, poderá resultar em melhorias mais rápidas.

Se a depressão chegou na sua casa, seja através da sua vida ou de alguém querido, você precisa buscar ajuda. A Palavra de Deus nos diz que “A alegria do Senhor é a nossa força” (Neemias 8:10). Em Deus podemos encontrar o reforço necessário para superar qualquer depressão.

Sobre o Autor

Edificando Um Novo Lar administrator

O Edificando Um Novo Lar atua nesta área há mais de 27 anos e tem como proposta oferecer um acompanhamento sistemático aos jovens e adultos em fase preparatória para a vida a dois.

Deixe uma resposta