Depressão em família

Depressão em família

Category : Publicações ENL

A depressão é uma enfermidade que tem adentrado em muitos lares hoje em dia. E na maioria dos casos, os familiares não sabem lidar com a situação do deprimido.

O deprimido está quase sempre triste ou angustiado, com uma irritabilidade constante, e com frequência demonstra ansiedade. Uma sensação de medo também pode estar presente. Outras características são: perda do interesse por atividades que antes eram agradáveis, alteração do sono e no apetite, perda do interesse sexual, sensação de abandono e desesperança.

Quanto mais a família conhecer a enfermidade mais fácil fica a compreensão do comportamento do indivíduo. O apoio e auxilio da família são fundamentais na recuperação do doente. Muitas vezes, o deprimido também reage de forma a se isolar, mas a família precisa estar perto, dialogar, acompanhar o quadro.

A família ou pessoas mais próximas podem colaborar com o deprimido, procurando ter um relacionamento normal, demonstrando afeição, respeito, oferecendo incentivos, elogios, e atividades. Censurar e acusar o deprimido não vai ajudar em nada. Boa parte dos deprimidos que se suicidam foram rejeitados pelos familiares que não tinham paciência ou entendimento para lidar com eles.

A depressão pode também ter um impacto significativo no padrão de comportamento dos outros membros da família. Os deprimidos têm certa dificuldade em se relacionar com os outros. Por exemplo, a depressão é pode ser acompanhada por um aumento das discussões conjugais. Os cônjuges de pessoas deprimidas têm tendência a ficarem frustrados com estes. Contudo, um apoio conjugal forte, poderá resultar em melhorias mais rápidas.

Se a depressão chegou na sua casa, seja através da sua vida ou de alguém querido, você precisa buscar ajuda. A Palavra de Deus nos diz que “A alegria do Senhor é a nossa força” (Neemias 8:10). Em Deus podemos encontrar o reforço necessário para superar qualquer depressão.


About Author

Edificando Um Novo Lar

O Edificando Um Novo Lar atua nesta área há mais de 27 anos e tem como proposta oferecer um acompanhamento sistemático aos jovens e adultos em fase preparatória para a vida a dois.

Leave a Reply

Busca

Reflexão do Dia

"Pois que aproveitará o homem se ganhar o mundo inteiro e perder a sua alma? Ou que dará o homem em troca da sua alma?" (Mateus 16:26). Jesus disse que, por mais que o homem se esforce e até mesmo ganhe o mundo inteiro, de nada valerá seu esforço se vier a perder sua alma. Podemos fazer uma analogia deste versículo com a família. Existem pessoas que se matam de trabalhar quase que ininterruptamente: dia e noite, noite e dia, entra ano sai ano. Estão sempre ligadas, como se houvesse nelas um gerador que funciona 24 horas por dia. Não se sentem no direito de um tempo de descanso e relaxamento com a família. Férias então? “Nem pensar.” “É pura perda de tempo!”. O seu principal foco é sempre o trabalho. Alguns até dizem que seu nome é “trabalho” e o sobrenome “hora extra”. Não é bom que seja assim. Todo exagero é prejudicial. Foi Deus quem determinou ao homem trabalhar. E isso desde o Jardim do Éden. É preciso trabalhar, pois é através do suor do rosto que são gerados os recursos para o sustento familiar. No entanto, faz-se necessário que marido e esposa estejam atentos às necessidades mútuas bem como de seus filhos. Uma família que o marido sai cedo chega tarde e não tem condições de usufruir da companhia dos filhos até mesmo nos finais de semana crescerá manca. Há que se considerar também a esposa que se vira para dar conta dos afazeres do lar. Cuida das crianças e ainda resolve outras questões por causa da ausência do marido. E quando também a mulher se encontra nesta condição? Neste caso quem sofre são os avós, colocados por muitos como babás de seus netos. Maridos e esposas, tenham consciência da necessidade de viverem a vida comum do lar com discernimento. Procurem dar qualidade ao tempo livre. Chegar a casa de verdade, doar-se um ao outro, ouvir as crianças, brincar com elas, procurar saber do cônjuge como foi o dia são atitudes que facilitam e ajudam a manter uma família alegre, unida e feliz. Trabalhem, produzam, mas não se esqueçam da família. De nada adiantará todo o sucesso profissional mediante o fracasso na família. ------------------- Texto: @ciro.depaula -------------------- #EdificandoUmNovoLar #Family

Uma publicação compartilhada por Edificando Um Novo Lar (@edificandoumnovolar) em

Newsletter

Fique por dentro das novidades do Ministério Edificando Um Novo Lar! Inscreva seu e-mail e receba diariamente novidades, notícias, mensagens, etc!